CONCURSO ABERTO PARA O MINISTÉRIO PÚBLICO DO CEARÁ

152 visualizações

Atenção concurseiros! O Edital do Concurso MP-CE (Ministério Público do Ceará), foi publicado! O certame oferece 30 vagas imediatas mais formação de cadastro reserva para candidatos de níveis Médio e Superior, destinadas as áreas de Analista e Técnico Ministerial, com iniciais de até R$ 5,9. Confira os detalhes ao decorrer do texto.

Estude com as Apostilas MP-CE e parcele SEM JUROS

Inscrições do Concurso MP-CE

As inscrições deverão ser realizadas através do site Cebraspe, a partir das 10h do dia 02 de janeiro de 2020 até às 18h do dia 21 de janeiro de 2020. Serão cobradas taxas de inscrição com valores referentes ao nível do cargo desejado.

  • Nível Médio (Técnico Ministerial): R$ 70,00
  • Nível Superior (Analista Ministerial): R$ 100,00

Haverá isenção total do valor da taxa de inscrição somente para os candidatos que atenderem os seguintes critérios:

  • For servidor público do Estado do Ceará, conforme a Lei Estadual nº 11.551/1989;
  • Ser doador de sangue, conforme a Lei Estadual nº 12.559/1995;
  • Estudar em entidades de ensino público, conforme a Lei Estadual nº 13.844/2006;
  • Candidatos com deficiência, conforme a Lei Estadual nº 13.844/2006;
  • Ter família que recebe renda de até dois salários mínimos, conforme a Lei Estadual nº 13.844/2006;
  • Ser cadastrado no CadÚnico, conforme o Decreto Federal nº 6.593/2008 e o Decreto Federal nº 6.135/2007.

Cargos, vagas e salários do Concurso MP-CE

São ofertadas 30 vagas de provimento imediato mais formação de cadastro reserva para candidatos de níveis Médio e Superior, com iniciais de R$ 4.038,91 (Técnico Ministerial)‬ e R$ 5.919,42 (Analista Ministerial) e jornadas de trabalho de 30 horas semanais. A seguir você confere a quantidade de oportunidades correspondentes a cada função:

Nível Médio

Cargo/área Vagas para Ampla Concorrência Vagas reservadas para candidatos com deficiência Vagas reservadas para candidatos negros
Técnico Ministerial 09 01 03

Nível Superior

Cargo/área Vagas para Ampla Concorrência Vagas reservadas para candidatos com deficiência Vagas reservadas para candidatos negros
Analista Ministerial – Área: Administração 01 CR CR
Analista Ministerial – Área: Biblioteconomia 01 CR CR
Analista Ministerial – Área: Ciências Contábeis 04 01 01
Analista Ministerial – Área: Ciências da Computação CR CR CR
Analista Ministerial – Área: Direito 01 CR CR
Analista Ministerial – Área: Engenharia Civil 03 CR 01
Analista Ministerial – Área: Psicologia 02 CR CR
Analista Ministerial – Área: Serviço Social 02 CR CR

Quais são os requisitos básicos para a investidura nos cargos do Concurso MP-CE?

Saiba quais são as exigências para que o candidato tome posse dos cargos ofertados:

  • Ser aprovado no concurso público;
  • Ter a nacionalidade brasileira ou portuguesa e, no caso de nacionalidade portuguesa, estar amparado pelo Estatuto de Igualdade entre Brasileiros e Portugueses, com reconhecimento do gozo dos direitos políticos, nos termos do § 1º do art. 12 da Constituição Federal;
  • Estar em gozo dos direitos políticos;
  • Estar quite com as obrigações militares, em caso de candidato do sexo masculino;
  • Estar quite com as obrigações eleitorais;
  • Possuir os requisitos exigidos para o exercício do cargo, conforme o Edital;
  • Ter idade mínima de 18 anos completos na data da posse;
  • Ter aptidão física e mental para o exercício das atribuições do cargo;
  • O candidato deverá declarar, na solicitação de inscrição, que tem ciência e aceita que, caso aprovado, deverá entregar os documentos comprobatórios dos requisitos exigidos para o cargo/área por ocasião da posse. Cumprir as determinações do Edital.

Estude com as Apostilas MP-CE e parcele SEM JUROS

Como serão as provas do Concurso MP-CE?

O certame será composto pelas seguintes etapas:

  • Prova Objetiva – para todos os cargos:
  • Prova Discursiva – para todos os cargos; e
  • Prova de Títulos – somente para os cargos de Analista.

Prova Objetiva

A Prova Objetiva, de caráter eliminatório e classificatório, está prevista para ser realizada no dia 08 de março de 2020, e contará com 120 questões de múltipla escolha, sendo 50 de Conhecimentos Básicos e 70 de Conhecimentos Específicos.

A prova terá o valor de 120,00 pontos (cada questão terá o valor de 1,00 ponto).

Será reprovado nas Provas Objetivas e eliminado do concurso público o candidato que se enquadrar em pelo menos um dos itens a seguir:

  • obtiver nota inferior a 10,00 pontos na Prova Objetiva de conhecimentos básicos;
  • obtiver nota inferior a 21,00 pontos na Prova Objetiva de conhecimentos específicos;
  • obtiver nota inferior a 36,00 pontos no conjunto das Provas Objetivas.

Prova Discursiva

Realizada no mesmo dia e horário da Prova Objetiva, a Discursiva valerá 30,00 pontos e consistirá da redação de texto dissertativo, de, no mínimo 20 linhas e de, no máximo, 30 linhas, a respeito de temas da atualidade.

A duração de ambas a provas (Objetiva e Discursiva) será de 4 horas 30 minutos.

Atividades Típicas de um Analista Ministerial:

Exercer atividades de apoio técnico, pesquisa, pareceres, supervisão, coordenação, controle, planejamento ou execução especializada, segundo o grau de complexidade da correspondente à formação profissional do ocupante.

Atividades Típicas de um Técnico Ministerial:

Executar atividades de natureza administrativa, tais como: análise e instrução de processos, controle de documentos, redação de memorandos e ofícios, manutenção e atualização do cadastro informatizado, atendimento ao público; desenvolver atividades referentes à organização, controle e manutenção dos serviços administrativos, operacionais e de apoio à pesquisa sobre assuntos normativos, doutrinários e jurisprudenciais, relacionados com as atividades fim e meio do Ministério Público. Fonte: DN.

Author: Prof. Sebastião Valdemir Mourão

SÍNTESE SOBRE O AUTOR

Professor universitário aposentado.

Nasceu em Ipu Ce a 24/06/1952.

Mestre em Letras / Linguística pela UFSC em 1989, onde foi membro da comissão que reestruturou o curso de Mestrado e que implantou o Doutorado em Letras na  Universidade Federal de Santa Catarina.

Lecionou nos melhores colégios do Ensino Médio de Fortaleza. Recebeu várias honrarias como professor e possui diplomas de cursos e seminários nacionais e internacionais.

É membro de várias associações e academias, dentre elas ocupa a cadeira n°19 da Academia Cearense da Língua Portuguesa  da qual foi seu presidente em dois mandatos e a cadeira nº 2, da Academia Ipuense de Letras, Ciências e Artes da qual foi presidente e fundador.

Foi Conselheiro do Conselho Estadual de Educação do Ceará, ocupando a Presidência da Câmara de Educação Básica por vários anos.

Figura na Enciclopédia de Literatura Brasileira de Afrânio Coutinho; no Dicionário da Literatura Cearense de Raimundo Girão e Maria da Conceição Sousa e na mais recente publicação da crítica cearense, intitulada Crítica Reunida de Giselda Medeiros.

Você também pode gostar

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Iniciar Whatsapp
1
Precisa de ajuda?
Olá,
Podemos ajudar?